Avaliação do Efeito de Preenchimento de juntas de Argamassa em alvenaria Estrutural

O presente trabalho tem por objetivo analisar comparativamente, com foco na resistência à compressão, os efeitos da execução de prismas de alvenaria com três tipos de configurações: com juntas de argamassa de assentamento totalmente preenchidas; com juntas parcialmente preenchidas (juntas longitudinais) e com juntas parcialmente preenchidas com adição de revestimento nos blocos. 

Efeito da adição de rejeito na redução de coração negro em cerâmicas vermelhas

Um dos problemas que afeta a indústria cerâmica é a elevada perda de produtos acabados, decorrente do próprio processamento, levando a trincas e peças fora de conformidade. Deste modo, é necessário o reaproveitamento desses resíduos, como forma de reduzir o impacto ambiental. Neste trabalho, os resíduos de duas indústrias de cerâmica vermelha foram moídos e adicionados à própria massa, levando, também, a um ganho econômico.

Estudo de argilas usadas em cerâmica vermelha

Este trabalho tem por objetivo a caracterização física e mineralógica de argilas utilizadas industrialmente para a produção de blocos cerâmicos. As argilas foram caracterizadas por meio da determinação de distribuição granulométrica, limites de Atterberg e composição química, difração de raios X, e análise térmica diferencial e gravimétrica. Foram conformados corpos de prova por extrusão.

Estudo do aproveitamento de resíduos de cerâmica vermelha como substituição pozolânica em argamassas e concretos

A presente pesquisa: investigou o efeito da finura na atividade pozolânica de resíduos de cerâmica vermelha moídos (RC), comparando-os com uma pozolona convencional utilizada pela indústria de cimento (FC); avaliou o efeito da substituição do cimento por RC na reologia, propriedades mecânicas e permeabilidade de argamasas e concreto e na corrosão de armaduras de concretos.

Influência da expansão por umidade no comportamento mecânico de argilas para uso em blocos de cerâmica vermelha - revisão

O fenômeno da expansão por umidade (EPU) resulta da ação da água e seus vapores causando a expansão dos materiais cerâmicos, podendo provocar danos no material e prejudicar sua vida útil. Na literatura existe muita ênfase nos problemas gerados pela EPU e nas tensões resultantes dessa expansão, porém até o presente não há dados relativos ao comportamento mecânico dos materiais cerâmicos após ação da EPU.