A crescente a cobrança do mercado da construção civil por produtos de qualidade e novas tecnologias motivam as empresas a se organizarem para manter um alto grau de competitividade frente a concorrência. Com isso, a  Indústria Cerâmica Vermelha conquistou normas técnicas da ABNT para a fabricação dos produtos cerâmicos em todo país, o Programa Setorial de Qualidade (PSQ), regulamentando o processo produtivo cerâmico. 

              Isto consiste em implementar uma Gestão da Qualidade, participar e incentivar na elaboração, análise e revisão de normas ABNT, buscar o desenvolvimento de programas de treinamento da mão-de-obra e da qualificação de seus processos operacionais, e incentivar os ensaios laboratoriais que garantam a qualidade dos produtos, através de Órgãos Certificadores.

               Para os blocos cerâmicos, a Norma ABNT NRB 15.270:2005 e Portaria Inmetro nº 558 de  2013, regulam a produção e comercialização desses materiais, definindo quais as condições de dimensão e a propriedade física para a fabricação do bloco cerâmico. Os Blocos Cerâmicos qualificados reduzem o desperdício na obra em até 14%.             

                Visando combater a não-conformidade nas revendas com ações específicas e dirigidas, o PSQ objetiva ainda, a valorização e divulgação das empresas que fabricam seus produtos conforme as Normas Técnicas, de forma a sempre revisar os parâmetros normativos da ABNT e da Portaria Inmetro já especificados.            

               O PSQ (Programa Setorial de Qualidade) como ferramenta para a competitividade, auxilia o setor a buscar inovações e enquadrar seus produtos (blocos e telhas cerâmicas) a processos  de melhor produtividade e tecnologia, com dados confiáveis para a Indústria de Construção Civil. Esta ferramenta exerce papel importante para as empresas fomentarem a qualidade, contribuindo direta e indiretamente para:

  • Elevar a imagem da indústria da cerâmica vermelha;

  • Reduzir perdas nos processos produtivos com maior sistematização da produção;

  • Aumentar produtividade a menor custo operacional;

  • Conquistar o mercado interno e externo;

  • Valorizar e divulgar as empresas que fabricam produtos que atendam as normas de qualidade;

  • Atender exigências dos agentes de mercado e financeiro;

  • Desenvolver estratégias de marketing;

  • Agregar valor ao produto;

  • Buscar a padronização dos processos e a melhoria contínua da qualidade;

  • Interagir com órgãos governamentais, entidades, instituições e associações;

  • Promover a comercialização de produtos de empresas certificadas;

  • Combater a não conformidade intencional nas revendas com ações específicas e dirigidas.

Contacte o SINDICER-PB e saiba como conseguir o Selo de Qualidade do PSQ para que sua empresa se mantenha competitiva junto as exigências do mercado.