Uma das parcerias mais bem sucedidas da Anicer alcança os três anos de execução em 2016. Desenvolvido com o apoio do Sebrae, o Cerâmica Sustentável é + Vida já realizou 459 atendimentos em empresas de norte a sul do país, incentivando uma gestão cada vez mais sustentável e eficiente. Os resultados tão positivos garantiram, inclusive, a prorrogação do projeto por mais um ano e meio: o prazo de conclusão é agosto de 2017.

O CS+V cuida das necessidades básicas para o funcionamento do pequeno produtor, proporcionando um salto tecnológico para as cerâmicas atendidas. Por meio dele, as empresas estão investindo na transformação do seu negócio e estimulando a mudança do comportamento empresarial do setor. As consultorias garantem às micro e pequenas indústrias de cerâmica vermelha ações para a implantação de gestão empresarial, inovação tecnológica, eficiência energética e licenciamento ambiental, possibilitando a incorporação e o tratamento de resíduos sólidos nos processos produtivos.Segundo dados do IBGE, o setor de cerâmica vermelha é constituído por 6.903 empresas, com faturamento anual conjunto de R$ 18 bi. O projeto foi pensado para atender cerca de 90% desse target, utilizando-se de ferramentas de gestão que aumentem a competitividade das empresas, sem abrir mão de práticas mais sustentáveis para o setor.

As consultorias são executadas por técnicos em cerâmica especializados e são oferecidos seus módulos: Inovação Tecnológica, Eficiência Energética, Qualidade nos PSQ/PBQP-H, Ambiental e Incorporação e Tratamento de Resíduos Sólidos, sendo que esses dois últimos já estão esgotados.

“O CS+V possibilita ao Sebrae e a Anicer levarem conhecimentos especializados e capazes de promover a sustentabilidade nas micro e pequenas indústrias cerâmicas e, ao mesmo tempo, contribuir para o aumento da produtividade, melhoria nas condições de saúde e segurança no trabalho, redução do consumo de energia e adesão ao Programa Setorial da Qualidade de Cerâmica Vermelha”, enfatiza Arthur Carneiro, coordenador do projeto Cerâmica Sustentável é + Vida do Sebrae Nacional.

“O projeto já beneficiou mais de 400 pequenas indústrias cerâmicas em 25 estados do país, levando consultorias para o desenvolvimento desses pequenos negócios que, somadas às capacitações de gestão feitas pelo Sebrae, potencializam os resultados das empresas do segmento de cerâmica vermelhas”, complementa.

Além de melhorar a gestão e os processos produtivos, as consultorias do CS+V capacitam a mão de obra trabalhadora, otimizando o chão de fábrica. O projeto ainda serve de apoio à qualificação dos produtos cerâmicos nos Programas Setoriais da Qualidade (PSQ), pertencentes ao Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat - PBQP-H, do Governo Federal.

“O CS+V tem trazido resultados extremamente positivos, transformando as cerâmicas por onde tem passado. Constatamos isso não só através de percepção, mas baseado em dados e fatos, tanto dos feedbacks por meio de pesquisa de satisfação, como através dos indicadores de desempenho medidos durante e após determinado período em que a consultoria é realizada”, detalha o engenheiro cerâmico Bruno Frasson.

A avaliação condiz com a pesquisa realizada pelo Sebrae após o segundo ano de execução do convênio. No levantamento, 100% do empresários entrevistados afirmaram que as consultorias foram úteis para suas empresas. “Segundo os empresários, os principais resultados foram as melhorias dos produtos e processos, bem como diminuição do desperdício”, revela Carneiro.

De acordo com Frasson, o indicador de produtividade aponta que 70% das empresas que participaram da consultoria de inovação tecnológica aumentaram a sua produtividade e 60% das que receberam a consultoria de eficiência energética obtiveram redução no consumo global de energia (térmica e elétrica).

“Já atendemos as metas da consultoria para incorporação de resíduos sólidos e da consultoria ambiental. Hoje ainda temos disponibilidade de três módulos de consultorias, que são eficiência energética, qualificação no PSQ e inovação tecnológica. Os módulos são independentes e o ceramista pode optar individualmente por uma ou mais consultorias, de acordo com suas necessidades e prioridades”, explica.

O gestor do projeto, João Neto, ressalta que as consultorias do CS+V também servem como um canal de aproximação entre os empresários e a associação. “O Cerâmica Sustentável é + Vida é muito importante para a Anicer, pois gera um elo entre as cerâmicas e a entidade. Desse modo, a associação pode ouvir o ceramista, conhecer melhor o setor e garantir que os processos gerem o melhor retorno para os empresários e um bom produto para o mercado”, afirma.

O empresário, que concilia a gestão do projeto com a vice-presidência da Anicer, salienta que as consultorias também aproximam a entidade da realidade dos parques fabris de todo Brasil. “Sabendo que os resultados do projeto são essenciais para o crescimento do negócio, a visita do consultor integra uma rede de outros técnicos que estão em constante comunicação, fazendo com que as melhorias sejam acompanhadas por toda uma equipe. Essa geração de informações acaba por atualizar os dados do setor em todo o Brasil”, argumenta.

 

Fonte: Revista Anicer, ano XX, Ed. 102.