O presidente do Sindicer/PB e vice-presidente da Anicer, João Gomes de Andrade Neto, participou do encontro realizado pelo Sindicato da Indústria do Rio Grande do Norte (Sindicer/RN) e a Federação das Indústrias do RN (Fiern), que receberam o Comitê do Projeto EELA – Eficiência Energética em Indústrias Cerâmicas na América Latina para Mudança Climática.

O evento aconteceu no Espaço Cultural Candinha Bezerra, na Casa da Indústria, em Natal, ontem (26), às 9h. Até o dia 29 deste mês, o Comitê estará realizando visitas técnicas em outras empresas cerâmicas do Seridó Paraibano, que integram o projeto.

Desenvolvido em sete países latino-americanos – México, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Argentina e Brasil, o Projeto EELA conta com o apoio da Agência Suíça de Cooperação e Desenvolvimento (Cosude) e da organização não-governamental Swisscontact para reduzir as emissões de carbono e diminuir o impacto ambiental da atividade ceramista em toda a América Latina.

No Brasil, o projeto começou a ser desenvolvido na região do Sertão do Seridó do Rio Grande do Norte, uma das mais produtivas em cerâmica vermelha de todo o Nordeste. A coordenação fica a cargo do Instituto Nacional de Tecnologia (INT/MCTI) em parceria com o Sindicer/RN.

Durante a reunião do comitê, o INT apresentou os resultados das ações no Brasil, assim como representantes do projeto do Peru e da Bolívia mostraram os resultados nos respectivos países e estratégias para a continuidade das ações. Até o dia 29 deste mês, o Comitê fará visitas técnicas na região do Seridó e no Vale do Açu, com empresários ceramistas de países latino-americanos que integram o projeto, da África do Sul e de outros estados do Nordeste, como a Paraíba.

 

Fonte: Anicer