Representantes industriais da Paraíba, através da Federação da Indústria do Estado da Paraíba (Fiepb), estiveram hoje (19), em Brasília, para reunião com o presidente em exercício, Michel Temer, em conjunto com o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade  e o presidente do Conselho Nacional do Sesi, João Henrique de Almeida Sousa.

Esta foi a primeira reunião entre o presidente e grupos industriais, num programa que irá abranger todos os estados. Neste primeiro encontro, estiveram presentes representantes de Alagoas, Sergipe, Pernambuco e Paraíba.

As demandas apresentadas foram para o crescimento da indústria e melhoria da infraestrutura logística, redução de burocracia, refinanciamento de dívidas e facilitação de créditos. Outros temas abordados na conversa foi a Norma Regulamentadora - NR 12, que abrange a segurança no trabalho em máquinas e equipamentos e, sobre o aprimoramento do Mercado Livre de Energia.

O presidente interino Michel Temer recebeu cinco medidas urgentes listadas pela Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep). A relação trata de necessidades para o setor produtivo do estado, incluindo medidas emergenciais para que Campina Grande não fique sem água.

Conforme divulgado pela Fiep, as cinco medidas são:

1 - Transposição e medidas emergenciais para evitar o colapso no abastecimento d’água de Campina Grande

1.1 Mecânicos Alemães/Estações Elevatórias
1.2 Ligação Engate Rápido/Consumo Industrial
1.3 Ligação Engate Rápido/Consumo Humano

2 - Reativação da antiga ferrovia Transnordestina, através de nova concessão;

3 - Ligação Direta com a Rede Integrada de Desenvolvimento PB/PE.

4 - Dragagem do Porto de Cabedelo.

5 - Conclusão da duplicação do Trecho Campina Grande/Caruaru.

Em sua fala, o presidente Temer citou a liberação de financiamentos para imóveis de até R$ 3 milhões ao setor construtivo para o Programa Minha Casa Minha Vida.

"Os empresários, ao final, declararam, de forma muito enfática, que estão aqui para apoiar as medidas do presidente Michel Temer. Apoiar as medidas que o presidente Michel Temer haverá de colocar em benefício da Nação e saíram todos daqui satisfeitos com o nível (da conversa) e com o andamento dessa reunião", disse o presidente do Conselho Nacional do Sesi, João Henrique de Almeida Sousa, em entrevista ao Portal Planalto.

No encontro, o setor da construção civil se fez presente através da Cerâmica Vermelha, representada pelo presidente do Sindicer/PB e vice-presidente da Anicer, João Gomes, e através do Sinduscon/JP, representado pelo presidente João Barbosa.

 

Fonte: Sindicer/PB e Fiepb

Imagens: Portal Palácio do Planalto

Fala do Presidente do Conselho Nacional do Sesi: Portal Palácio do Planalto