Sindicer/PB participa do 10º Encontro Nacional da Indústria

Nos últimos dias 11 e 12 de novembro, aconteceu em Brasília (DF), o 10º Encontro Nacional da Indústria, organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O encontro é realizado anualmente trazendo debates acerca dos desafios e perspectivas no âmbito industrial.

image

Com a temática “Brasil: ajuste e correção de rota”, o evento trouxe discussões sobre as mudanças de rumo para o Brasil e os ajustes necessários para a retomada do crescimento, abordando os desafios para a economia e a produtividade, e o contexto global pós-crise.

O evento contou com a participação de palestrantes renomados da economia e política, e com a presença de empresários, representantes de federações, sindicatos e associações industriais de diversas localidades do País. Foi realizado no Centro Internacional de Convenções do Brasil, um dos maiores e mais modernos espaços para eventos do país.

Como representante da Indústria Cerâmica Vermelha da PB, o Sindicer/PB esteve presente no evento, estendendo ainda mais suas possibilidades de ações visando melhores oportunidades para o Setor, defendendo os interesses de seus representantes.

Parabéns a Carlos Vilar, eleito Diretor da FIEPB

O SindicerPB parabeniza o Senhor Carlos Villar, por fazer parte da Nova Diretoria da Fiepb. A posse foi realizada no ultimo dia 25/09/2015, na Sede da Fiep, em Campina Grande.

Felicitações por mais esta conquista em sua jornada profissional, o setor cerâmico agradece por toda dedicação, comprometimento e trabalho focado para melhoria da indústria cerâmica.

tumblr_nv928goCeV1uwa2y2o1_1280.jpg

tumblr_nuvy20KzKW1uwa2y2o1_1280.jpg

Registrando esse importante dia! Aniversário do nosso Vice Presidente Telemaco. Parabéns, Felicidades!

Registrando esse importante dia! Aniversário do nosso Vice Presidente Telemaco. Parabéns, Felicidades!

Palestras abordam como enfrentar crise

O Sindicato da Indústria de Cerâmica Vermelha da Paraíba (Sindicer/PB) promoveu dois workshops que abordaram temas sobre como enfrentar a crise. O primeiro ocorreu no dia 22 de julho e foi realizado em parceria com Programa Paraibano da Qualidade (PPQ) e o Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa (Sinduscon/JP).  Intitulado “Enfrentando a Crise com Estratégia”, o objetivo do evento foi capacitar os gestores das empresas cerâmicas para enfrentar a crise e crescer nos seus negócios, utilizando ferramentas de gestão.

image

O workshop reuniu cerca de 70 pessoas, na sede do Sinduscon, em João Pessoa.  Estiveram presentes construtores, estudantes de engenharia e arquitetura e associados ao Programa Paraibano de Qualidade e ao Sinduscon/JP, entre outros.

image
image

Conforme o presidente do Sindicer/PB, João Neto, as empresas participantes aprenderam a aprimorar e reinventar os seus controles industriais, gerenciais e resultados usando de estratégia e contando com uma ferramenta exclusiva para o controle online de seu planejamento e ações.

image

O evento contou com a apresentação de Rafael Mitzkun (PPQ), Fernando Tompson (Rhesultado/Unipê) e Cassiano Brenner (Scopi/RS). Os três apresentaram abordagens diferentes sobre o mesmo tema: Planejamento Estratégico. “O Rafael Mitzcun citou o planejamento como ferramenta para atingir a máxima qualidade na empresa; O Fernando Tompson fez uma visão geral da organização da empresa usando de estratégia e citou casos de construtoras e empresas cerâmicas que estão se aprimorando junto com suas dificuldades, e por fim, o Cassiano Brenner apresentou uma ferramenta de controle para otimizar os processos do nosso setor”, disse.

image

Para enfrentar a crise, Neto relatou que conhecer o seu negócio é o primeiro passo. “Muitas empresas caminham com a corrente, não tendo parado ainda para saber o seu potencial e que caminhos explorar para crescer, ou mesmo os que não trilhar para ir ao prejuízo. Disto, ao invés de melhorar seus processos e crescer o setor, há a briga por mercado e redução de preços. Todos perdem. Caso as empresas se organizem, o setor poderá melhorar seu destaque em relação aos nossos maiores concorrentes substitutos”, disse.

image

O outro Workshop, intitulado Redução de Custos para Enfrentamento da Crise nas Cerâmicas, ocorreu no dia 17 de agosto e contou com três palestras. A primeira foi sobre Fornos eficientes com o projeto EELA, do INT; A segunda foi sobre Gestão de custos e a última foi sobre Energia. Participaram deste evento cerca de 30 pessoas, de cidades como Santa Rita, Rio Tinto, Congo, Santa Luzia, Cajazeiras e Caldas Brandão.

image

Realizado no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), em Campina Grande, o intuito de realizar este evento, conforme o presidente do Sindicer/PB, João Neto, foi de instruir os empresários do setor cerâmico do Estado sobre a importância da gestão de custos, através de palestrantes das áreas de custos, gestão da operação e energia.

image
image
image
image

“O setor vive um momento de crise e o Sindicer/PB é responsável por defender os interesses do setor de cerâmica vermelha no Estado. O evento foi montado para atender a necessidade do setor neste momento onde as vendas para todos os ceramistas está em um período de grande baixa e as despesas estão superando a receita na maioria das empresas. Para isto, controlar os custos é essencial para voltar a trabalhar fora do vermelho”, finalizou Neto.

image


Fonte: Revista Novacer

Palestra sobre Redução de Custos Reúne Empresários Paraibanos em Campina Grande-PB

Na noite desta última segunda-feira, dia 17 de Agosto, ocorreu o evento “Gestão de Custos para Enfrentar a Crise”, com palestras voltadas especificamente para o setor cerâmico ministradas por especialistas. 

No evento, foram discutidos temas como redução de custos, fornos eficientes e gestão energética. Temas que fazem parte direta do atual contexto de crise no país.

O evento teve presença de empresários de diversas localidades do Estado, como Caldas Brandão, Santa Rita, Rio Tinto, Congo, Cajazeiras, Picuí e Sousa, assim como também empresários de Pernambuco. Ocorreu no auditório da Federação das Indústrias de Cerâmica Vermelha do Estado da Paraíba em Campina Grande - FIEP CG. Considerada um dos polos industriais do Nordeste e dos maiores polos tecnológicos da America Latina, Campina Grande é a principal cidade no interior da Paraíba, e fica no ponto central entre os principais polos cerâmicos do estado.

O Sindicer/PB pretende estender cada vez mais suas ações no Estado com o objetivo de desenvolver e defender o interesses da Industria de cerâmica vermelha na Paraíba. 

tumblr_ntai9wVXfy1uwa2y2o1_1280.jpg
tumblr_ntai9wVXfy1uwa2y2o2_1280.jpg
tumblr_ntai9wVXfy1uwa2y2o3_1280.jpg
tumblr_ntai9wVXfy1uwa2y2o4_1280.jpg
tumblr_ntai9wVXfy1uwa2y2o5_1280.jpg
tumblr_ntai9wVXfy1uwa2y2o6_1280.jpg
tumblr_ntai9wVXfy1uwa2y2o7_1280.jpg
tumblr_ntai9wVXfy1uwa2y2o8_1280.jpg
tumblr_ntai9wVXfy1uwa2y2o9_1280.jpg
tumblr_ntai9wVXfy1uwa2y2o10_1280.jpg

Galeria de fotos do Evento - Racionalização de Custos para Enfrentar a Crise Pt.1

Vagas limitadas, favor confirmar presença por e-mail, telefone ou whats app.  

No evento, vamos aprender sobre gerenciamento de custos. Sabemos que a crise é uma realidade, as vendas de tijolos estão passando uma fase difícil. Em tempos de crise o ceramista que gerencia bem seus custos e despesas tem maior chance de sobreviver e aproveitar as oportunidades. Entendendo esta situação o Sindicer/PB trás este evento para você, Ceramista Paraibano.

   Conteúdo   17:30 às 18:30 - Coffe-break  18:30  às 20:00 - Gestão de Custos para Máxima Eficiência Operacional com Emerson Dias  20:00 às 21:30 - Fornos Eficientes e apresentação do Projeto EELA e  com Josiclei do INT

Vagas limitadas, favor confirmar presença por e-mail, telefone ou whats app.

No evento, vamos aprender sobre gerenciamento de custos. Sabemos que a crise é uma realidade, as vendas de tijolos estão passando uma fase difícil. Em tempos de crise o ceramista que gerencia bem seus custos e despesas tem maior chance de sobreviver e aproveitar as oportunidades. Entendendo esta situação o Sindicer/PB trás este evento para você, Ceramista Paraibano.

Conteúdo

  • 17:30 às 18:30 - Coffe-break
  • 18:30  às 20:00 - Gestão de Custos para Máxima Eficiência Operacional com Emerson Dias
  • 20:00 às 21:30 - Fornos Eficientes e apresentação do Projeto EELA e  com Josiclei do INT

Em parceria com o IEL/PB, cerâmica na PB é Destaque Nacional de Inovação Empresarial

image

Em matéria da revista MEI (Mobilização Empresarial pela Inovação), a Cerâmica Salema se destacou no estudo: Casos Empresariais de Inovação. Apontando a gestão de inovação e organização como sendo a chave para o desenvolvimento de projetos que auxiliem a qualidade e a competitividade da empresa.

“A gestão da inovação tornou-se a fonte de qualidade e competitividade da empresa” João Neto – Sócio Diretor

O Instituto Euvaldo Lodi da Paraíba (IEL/PB) tem como missão aperfeiçoar a gestão, dar capacitação empresarial e gerar interação entre as empresas estimulando a competitividade da indústria paraibana. São oferecidas palestras seguidas de um diagnóstico minucioso levantado  para identificar o nível de estruturação, de planejamento estratégico e de capacidade técnica dos funcionários a respeito da inovação. Para encerrar o projeto é feito uma elaboração de plano de inovação a ser seguido pela empresa visando a continuidade de ideias inovadoras.

Modelo de Inovação

Com a Cerâmica Salema o processo de estruturação da inovação se deu inicialmente no setor administrativo. As informações quantitativas que alimentam o sistema da empresa desde 2006, auxiliaram a ampliação e o crescimento, dando destaque no mercado e inovação nos resultados. Foram criados núcleos de inovação em vários setores da empresa sendo os seus líderes escolhidos pelos consultores e administradores. Por meio de um sistema intranet foram criadas metodologias de documentação, auxiliando a comunicação entre esses setores.

“O processo desenvolvido pela Cerâmica Salema, com o apoio do Núcleo Regional do IEL, permitiu estruturar e fortalecer o processo de geração de ideias e de aproveitamento de oportunidades de melhoria e serviu para consolidar uma nova gestão na empresa, organizada em torno de processos formalizados.” Derlópidas Gomes Neves Neto | Superintendente do IEL/PB

O modelo de inovação da empresa foi reestruturado tornando os processos administrativos mais ágeis e mais sustentáveis gerando reflexo positivo nos mecanismos de produção. Com essas novas rotinas organizacionais a empresa conseguiu economizar cerca de R$ 5mil por mês organizando o setor de compras, conseguidos melhores preços.

Outra mudança foi o comportamento dos colaboradores que criaram o “Salema Inova”, uma competição interna que visa incentivar a criação de ideias e projetos que possam ser transformados em processos reais para enraizar os modelos práticos de inovação. Os vencedores apresentaram uma proposta simples e sustentável aplicável em todos os setores que tinha como objetivo a economia de materiais de escritório.

Por três meses a Salema recebeu consultoria para apoiar a nova organização da empresa e o seu processo de inovação. Graças a essa iniciativa a empresa conquistou um ambiente organizacional muito mais comprometido e motivado a dar resultados que tragam benefícios a empresa.


Fonte: Revista Mei

Leia na íntegra:

http://www.congressodeinovacao.com.br/files/etc/IEL_9_CASOS_web_V41.pdf

tumblr_nrz1kk7X9r1uwa2y2o1_1280.jpg
tumblr_nrz1kk7X9r1uwa2y2o2_r1_1280.jpg
tumblr_nrz1kk7X9r1uwa2y2o6_r1_1280.jpg
tumblr_nrz1kk7X9r1uwa2y2o8_r1_1280.jpg
tumblr_nrz1kk7X9r1uwa2y2o3_r2_1280.jpg
tumblr_nrz1kk7X9r1uwa2y2o10_r1_1280.jpg
tumblr_nrz1kk7X9r1uwa2y2o4_r2_1280.jpg
tumblr_nrz1kk7X9r1uwa2y2o5_r2_1280.jpg
tumblr_nrz1kk7X9r1uwa2y2o9_r2_1280.jpg
tumblr_nrz1kk7X9r1uwa2y2o7_r1_1280.jpg

Galeria de fotos do Workshop “Enfrentando a Crise com Estratégia”, que ocorreu dia 22 de Julho no auditório do Sinduscon/JP.

O Evento

No último dia 22 (Quarta) o Sindicato da Indústria de Cerâmica Vermelha da Paraíba – SINDICER/PB e oPrograma Paraibano da Qualidade – PPQ realizaram em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa – Sinduscon/JP um Workshop de Gestão Estratégica em João Pessoa.

O evento contou com a presença de empresas convidadas e associadas às instituições realizadoras, e apresentou três abordagens distintas sobre o tema central. 

Workshop - Apresentações

Após a abertura inicial feita pelo Presidente do Sindicer/PB e Diretor do PPQ, João Neto, iniciou-se a primeira apresentação. 

Para começar, o Coordenador Executivo do PPQ, Rafael Mitzcun apresentou conceitos de Planejamento Estratégico –  um dos pilares da Gestão Estratégica – associados ao Modelo de Excelência em Gestão, o MEG. 

Logo após o consultor Fernando Tompson mostrou como as organizações podem enfrentar a crise atual se utilizando da estratégia, por meio de cases de organizações que implementaram o planejamento estratégico e as dificuldades que tiveram. 

Para encerrar o Workshop, Cassiano Brenner apresentou aos participantes a ferramenta Scopi, que é um software de Gestão Estratégica capaz de auxiliar o gestor na condução do seu planejamento.

Considerações

Para João Neto, Presidente do SINDICER/PB e Diretor da Cerâmica Salema, o workshop trouxe conhecimentos que são importantíssimos para as empresas. “Eventos como esse são sempre positivos, trouxemos palestrantes capazes de mostrar para as empresas que é possível enfrentar a crise e obter resultados com planejamento.”, comentou.

Fonte: Rafael Alexandre – Assessoria de comunicação PPQ

Entrevista para a Revista Novacer

Pela união do setor
A entrevista especial deste mês é com o presidente do Sindicato da Indústria de Cerâmica Vermelha da Paraíba (Sindicer/PB), João Gomes de Andrade Neto.
Nesta entrevista ele, que também é diretor da cerâmica Salema, fala sobre as características do setor no estado, sobre as ações do Sindicer em prol das indústrias cerâmicas e sobre os desafios em unir mais este setor, para que possam crescer em conjunto e mostrar que é possível competir com qualidade.
Novacer:Há quanto tempo existe o Sindicer/PB?
João Neto:O Sindicer foi fundado no dia 18 de Novembro de 1991. Está com 23 anos.
Novacer:Há quanto tempo está à frente do Sindicer/PB?
João Neto:Assumi a presidência do Sindicer/PB em Abril de 2014, precedida por Manuelina Hardman (2010-2013).
Novacer:Quantas empresas de cerâmica existem na Paraíba?
João Neto:Nosso último levantamento contabilizou cerca de 150 empresas de cerâmica vermelha no estado.
Novacer:Qual o porte destas indústrias?
João Neto:A maioria das empresas é consideradas de pequeno porte, porém também possuímos médias empresas, com até cerca de 300 funcionários.
Novacer:Qual o maior benefício em ser uma empresa associada ao sindicato?
João Neto:O ceramista que se une ao sindicato participa de encontros com demais empresários do setor e se mantém sempre atualizado interage em capacitações exclusivas para o segmento cerâmico; Tem acesso aos benefícios advindos de parcerias com entidades privadas e governamentais; Participando do sindicato, as empresas tem voz na entidade que representa o setor de cerâmica vermelha no Estado em reuniões e assembléias;
Por fim, o maior benefício é fazer parte de uma rede que se preocupa com o desenvolvimento do setor, promovendo o crescimento de todos.
Novacer:Quantos empregos diretos e indiretos são gerados pela indústria de cerâmica vermelha na Paraíba?
João Neto:O setor emprega diretamente mais de 2.500 colaboradores, e envolve ao todo, cerca de 20 mil pessoas em trabalhos diretos e indiretos.
Novacer:Quais as principais características do setor na Paraíba?
João Neto:O setor é bastante espalhado ao longo do Estado, tendo sua maior concentração nas regiões metropolitanas de João Pessoa, Guarabira e Patos. Existem empresas com mais de 40 anos operando na Paraíba, assim também como plantas recentes.
A concorrência com produtos substitutos têm sido forte com a laje de isopor, pavers de cimento e blocos de cimento.
Novacer:Quantos por cento das cerâmicas podem ser consideradas modernas na Paraíba?
João Neto:Cerca de 20% das empresas podem ser consideradas modernas na Paraíba.
Novacer:As empresas trabalham com quais tipos de equipamentos? Há interesse dos empresários em modernizar suas empresas?
João Neto:Possuímos vários tipos de empresas cerâmicas. Dentre as modernas, podemos citar empresas com fornos túneis, automatismos de carga e descarga, paletização, sistemas de gestão informatizados, sistemas integrados de qualidade, produtos racionalizados e certificados. O interesse em modernizar a planta é contínuo, e o fluxo de consultores e fornecedores se mantém crescente.
Novacer:Quais as principais ações do Sindicer/PB?
João Neto:Aumentamos o benefício fiscal para que o custo de ICMS que é de 17% seja reduzido em 50%. Isto, na prática, implica na redução de metade da atual alíquota, o que beneficiaria em mais de 300 mil reais anuais para a empresa que estiver saindo do teto do regime do Simples Nacional; Estamos trazendo cursos, palestras e eventos especiais para e sobre o segmento; Fizemos uma estruturação de gestão interna da entidade, com novo site, local, modelo de gestão; O Sindicer/PB sempre intermediou o bom relacionamento entre a classe laboral e patronal para a convenção coletiva anual, sem nunca ter tido uma greve e/ou dissídio; Em seu histórico, já promoveu um evento nacional da Anicer e dois regionais; Realização de reuniões para discussão de assuntos diversos para troca de experiências entre empresários.
Novacer:O que tem a dizer sobre o trabalho desenvolvido pela Anicer?
João Neto:A Anicer vem se fortalecendo muito nos últimos anos. As parcerias feitas com o Sebrae têm trazido novos conhecimentos à uma série de empresas que não tinham acesso antes. Creio que uma maior integração e fortalecimento com os sindicatos e associações faria o setor ter maior abrangência e aumentaria o potencial de associativismo no país.
Novacer:Na Paraíba, a indústrias são empresas familiares?
João Neto:Em grande número, sim.
Novacer:Como entrou no mercado de cerâmica vermelha?
João Neto:Em 2004 ingressei no curso de Administração de Empresas, na UFPB. Nesta época, decidi ajudar meu pai e ao mesmo tempo ter a experiência de um estágio. Já tinha a relação com a empresa desde criança, então o amor pelo segmento já estava plantado.
Novacer:Nesse período no mercado de cerâmica vermelha, o que mais o motiva?
João Neto:Este período, realmente é difícil achar algo que lhe traga inspiração, pois a quantidade de notícias negativas que surgem lhe minam a todo momento. Creio que a maior inspiração é ver seu próprio desempenho ao enfrentar todas as pedras que o caminho lhe joga. Neste mesmo tempo, conhecer os limites que você não sabia que tinha, e estar mais próximo de sua equipe para encarar os desafios.
Novacer:Há algo que o desmotiva?
João Neto:A falta de investimento do governo em um setor que fortalece a interiorização do estado com emprego e renda, assim como a concorrência desleal causada pela informalidade são dos principais pontos desmotivadores.
Novacer:O que acredita ser seu maior desafio como presidente do Sindicer/PB?
João Neto:Motivar nas empresas o senso de trabalhar pelo setor, e não só individualmente. Fortalecer reuniões setoriais e fazer o empresariado acreditar que bons projetos podem ser feitos em conjunto.
Novacer:Como avalia a indústria de cerâmica vermelha brasileira?
João Neto:A indústria nacional ainda é muito heterogênea, tal qual a Argentina, Colombia e Venezuela, tendo desde verdadeiras corporações até pequenas olarias informais. Esta característica cria um senso de que ter um produto certificado e processos organizados não compensa, pois produtos de baixa qualidade são oferecidos de igual valor. Este sentimento já vi em todos os estados do Brasil, sem distinção.
Novacer:Quem são os parceiros do Sindicato?
João Neto:O Sindicato está aumentando seu número de parceiros, sejam parceiros em cursos, eventos, descontos, participação em projetos, como também em divulgação de notícias em conjunto. Dentre os principais, hoje podemos citar o SENAI/SESI/SEBRAE/IEL, A FIEP, PPQ (Programa Paraibano de Qualidade) assim com as revistas Novacer e Anicer. Estamos estruturando parceria também com o EELA (Instituto Nacional de Tecnologia), do CEPIS (Centro de Produção Industrial Sustentável) e o projeto ALI (Sebrae).
Além destes, estamos fortalecendo o entrosamento com personalidades políticas, professores, jornalistas, fornecedores, órgãos ambientais e licenciadores, formadores de opinião e demais sindicatos e associações, para integrar projetos em conjunto e manter a comunicação ativa.
Novacer:O que o senhor tem vontade de implantar no sindicato e ainda não conseguiu?
João Neto:Um projeto em andamento, que com muito esforço certamente conseguiremos é a implantação do laboratório em cerâmica pelo SENAI;
Poderia citar também a qualificação dos fornecedores de insumos para a cerâmica vermelha. Parte deles uma porção de problemas para a garantia de qualidade nas cerâmicas;
Melhorar ainda mais o sistema tributário para o nosso setor;
Já estamos montando um canal de compra, venda e troca de máquinas /peças /equipamentos, fazendo que as empresas que queiram se capitalizar, possam vender para as que não podem arcar com o custo e logística de um equipamento novo;
Outro plano que há de acontecer é executar um mapeamento mais aprofundado das empresas de cerâmica do estado. Este trabalho visa traçar um perfil de características e necessidades, e auxiliar a nossa montagem de novos projetos para o setor.
Novacer:De que forma o Governo tem auxiliado o setor na Paraíba?
João Neto:Recentemente conseguimos junto ao governo da Paraíba, a implantação do benefício de 50% do ICMS para a indústria cerâmica. É o primeiro projeto feito em conjunto com o governo, que já demonstrou abertura para outros que venham em seguida.
Novacer:Como é a questão ambiental para as cerâmicas da Paraíba? Como é o processo de extração de argila no estado? É cooperativado?
João Neto:Ainda possuímos atritos entre o setor e os órgãos ambientais. Algumas empresas são fiscalizadas, e outras não. O processo de extração de argila no estado é feito de forma individual. Não existem cooperativas de extração de argila no estado.
Novacer:As empresas da Paraíba são certificadas? Quantas empresas tem o PSQ? Quantas tem certificado do Inmetro?
João Neto:Hoje possuímos 5 empresas certificadas para blocos e uma certificada para telhas cerâmicas. O Sindicer/PB vêm motivando a certificação, mas as empresas ainda não estão sentindo o diferencial de mercado com a qualificação.
Novacer:A cerâmicas da Paraíba exportam? Têm potencial para isso?
João Neto:Não temos nenhum histórico de exportação de produtos no nosso setor na Paraíba. Não há projetos com esta finalidade no médio prazo.
Novacer:O que espera para o futuro da cerâmica vermelha?
João Neto:Espero que o setor possa se unir mais, que as empresas possam fazer melhor uso de seus sindicatos e associações e que participem mais. É unindo esforços que podemos ter mais poder, crescer em conjunto e mostrar que podemos competir com qualidade. Nosso setor precisa mostrar para toda a cadeia da construção civil que continua evoluindo. Que além de tradicional, nosso produto é o melhor, mais sustentável e mais competitivo.

Capacitação exclusiva e gratuita para Empresas do Setor Cerâmico, Construtores, Estudantes de Engenharia e Arquitetura e associados dos parceiros realizadores. Vagas Limitadas -  Se inscreva aqui! , ligue para 083.9-8827-5378 ou mande-nos e-mail para  sindicerpb@gmail.com   Gestão Estratégica  O Workshop  “Enfrentando a crise com Estratégia”  acontecerá dia  22 de Julho  no  Sinduscon/JP .    No evento, as empresas aprenderão a aprimorar e reinventar os seus controles e resultados usando de estratégia, e contarão com uma ferramenta exclusiva para o controle online de seu planejamento e ações. O evento contará contará com a apresentação de  Rafael Mitzkun (PPQ) ,  Fernando Tompson (Rhesultado/Unipê)  e  Cassiano Brenner (Scopi/RS) .   O evento é organizado pelo Sindicato das Indústrias de Cerâmica Vermelha da Paraíba em conjunto com o Programa Paraibano de Qualidade e o SistemaScopi/RS   Conteúdo   18:30 às 19:00 - Coffe-break  19:00 às 19:50 - Planejamento Estratégico (Rafael Mitzcun Coordenador do PPQ)  19:50 às 20:40 - Como Enfrentar a Crise com Estratégia (Fernando Tompson - Consultor especialista)  20:40 às 22:00 - Apresentação do Software Scopi para Gestão Estratégica Scopi (Cassiano Brenner - Scopi/RS)

Capacitação exclusiva e gratuita para Empresas do Setor Cerâmico, Construtores, Estudantes de Engenharia e Arquitetura e associados dos parceiros realizadores. Vagas Limitadas - Se inscreva aqui!, ligue para 083.9-8827-5378 ou mande-nos e-mail para sindicerpb@gmail.com

Gestão Estratégica

O Workshop “Enfrentando a crise com Estratégia” acontecerá dia 22 de Julho no Sinduscon/JP.  

No evento, as empresas aprenderão a aprimorar e reinventar os seus controles e resultados usando de estratégia, e contarão com uma ferramenta exclusiva para o controle online de seu planejamento e ações. O evento contará contará com a apresentação de Rafael Mitzkun (PPQ), Fernando Tompson (Rhesultado/Unipê) e Cassiano Brenner (Scopi/RS)

O evento é organizado pelo Sindicato das Indústrias de Cerâmica Vermelha da Paraíba em conjunto com o Programa Paraibano de Qualidade e o SistemaScopi/RS

Conteúdo

  • 18:30 às 19:00 - Coffe-break
  • 19:00 às 19:50 - Planejamento Estratégico
    (Rafael Mitzcun Coordenador do PPQ)
  • 19:50 às 20:40 - Como Enfrentar a Crise com Estratégia (Fernando Tompson - Consultor especialista)
  • 20:40 às 22:00 - Apresentação do Software Scopi para Gestão Estratégica Scopi (Cassiano Brenner - Scopi/RS)

Classificados: Cortador Sandrana

A Cerâmica Salema está vendendo seu cortador Sandrana, em estado de novo.

Entrar em contato com contato@ceramicasalema.com.br ou 83 988690579